NOTÍCIAS

/ NOTÍCIAS

5 mentiras sobre o marketing digital
01 Abr 2020

Mais um ano, mais um Dia das Mentiras. Não, não é mentira que o Covid-19 continua por aí a assombrar-nos a todos. Não, infelizmente, também não é mentira que o Presidente do Brasil, também conhecido por Jair Bolsonaro, tenha afirmado que os brasileiros devem voltar ao trabalho porque “um dia vamos todos morrer”. A boa notícia é que o mundo não é só feito de más verdades, mas também de boas mentiras, como as 5 mentiras sobre o marketing digital que lhe trazemos hoje.

 

Com o domínio do digital face ao tradicional, o marketing digital tem vindo a tornar-se na expressão corrente quando se fala de marketing. Há cada vez mais pessoas a exercerem profissões nesta área e a especializarem os seus estudos no digital, contudo, será isto sinónimo de mais e melhor conhecimento? Nem por isso. Tal como em todas as outras áreas, existem certos mitos que se vão enraizado na sociedade, mas que não passam mesmo disso: mitos. Como tal, a Agência Flybizz decidiu mostrar-vos que existem “certezas” do marketing digital que são mais mentiras do que verdades.

 

1. “Esteja presente no máximo de redes sociais possível”

 

Primeiro plot twist: não vai funcionar. Se acha que uma estratégia de social media bem-sucedida é sinónimo de estar presente em todas as redes sociais, está errado. Tal como em todos os restantes passos da definição da sua estratégia digital, a seleção das plataformas em que a sua empresa deve estar presente varia de negócio para negócio, de indústria para indústria.

 

A empresa do seu vizinho está em 5 redes sociais diferentes e obtém retorno? Excelente. A sua empresa “só” está em 2 redes sociais e, ainda assim, também obtém retorno? Igualmente excelente. A gestão de redes sociais é um mundo complexo, logo, ao estar presente em plataformas não essenciais estará a desperdiçar tempo e dinheiro. Foque-se naquelas que são realmente cruciais para a sua área de negócio. Até podemos ir mais longe: existem empresas que não estão em nenhuma rede social porque estas não justificam o investimento na área de negócio em questão e, no entanto, têm o maior dos sucessos.

 

2. “Publique o máximo de artigos que conseguir”

 

Quantidade acima de qualidade? Nunca. Já o dissemos e voltamos a sublinhar: produzir conteúdo de qualidade (isto é, que seja extremamente relevante para o seu público-alvo) é a chave do sucesso de qualquer estratégia de marketing digital, seja o seu objetivo obter tráfego orgânico, seja obter tráfego pago. E, claro, quem diz artigos diz qualquer outro tipo de conteúdo (imagens, vídeo, animações, etc).

 

Publicar um artigo no seu website todos os dias “só porque sim” não lhe vai trazer mais clientes, até pelo contrário, pois pode levar os utilizadores a olharem para a sua empresa como “aqueles chatos que estão sempre a publicar coisas” ou “aqueles que escrevem muito e não dizem nada de jeito”. Mais uma vez, esta é uma decisão que será diferente de negócio para negócio, mas começar por publicar apenas 1 artigo por semana poderá ser um bom ponto de partida. Lembre-se que o Google sabe tudo, inclusive, quando os seus utilizadores não gostam do seu conteúdo.

 

3. “As redes sociais são o novo SEO”

 

Errado, errado, errado. Já dissemos errado? Cada coisa no seu lugar. As redes sociais não são nem nunca serão o novo SEO, porque as suas funções vão muito para além de levar tráfego orgânico para os websites. A otimização dos motores de pesquisa deve ser realizada com esse objetivo e conjugada com uma gestão eficaz de redes sociais que, para além de ajudarem no aumento desse tráfego, criam brand awareness para a sua marca. Adicionalmente, as pessoas estão cada vez mais fartas de anúncios pagos e, apesar de isto não ser 100% assim em todas as empresas, os visitantes do seu website com origem nas pesquisas continuam a constituir grande parte do seu tráfego.

 

4. “Não consigo competir com a minha concorrência”

 

Acreditamos que possa parecer impossível, mas não é. Em todas as indústrias existe um “gigante” (ou até vários) que tem milhares de seguidores nas redes sociais e que domina o mercado. Isso não significa que a sua empresa não tenha necessidade de estar presente nas mesmas plataformas, a produzir o mesmo tipo de conteúdo e a depositar neste os mesmos esforços. O marketing de conteúdo exige tempo, paciência e muito esforço, pois é algo cujos resultados não se refletem de um dia para o outro. Continue a apostar fortemente em conteúdo de qualidade e a medir frequentemente os seus resultados e verá que, a longo-prazo, o seu trabalho fez a diferença.

 

5. “Comentários negativos são maus”

 

Uma verdade que nos custa muito ouvir: nem toda a gente vai concordar connosco. O nosso conteúdo não vai agradar a toda a gente, os nossos valores não vão ser compatíveis com os de toda a gente e nem todas as pessoas vão concordar com os nossos pontos de vista. Mas um comentário negativo não é necessariamente sinónimo de algo mau.

 

As redes sociais são espaços abertos e, muitas delas, promovem ativamente o debate. Se algum utilizador deixar um comentário na sua publicação a contradizê-lo, olhe para este como uma oportunidade de argumentar de forma válida, nunca deixando de fora o bom humor e a simpatia. Muitas vezes, as respostas arrogantes e vingativas por parte das empresas são as culpadas pois criam uma imagem negativa destas, quando tudo poderia ser resolvido através de um debate saudável. Simplesmente trate os outros como gostaria de ser tratado. Essa é a regra de ouro.


CONTACTE-NOS PARA MAIS INFORMAÇÕES

ESTAMOS A UM E-MAIL DE DISTÂNCIA. SEMPRE QUE NECESSITAR DE ESCLARECER ALGUMA DÚVIDA OU QUESTÃO UTILIZE O FORMULÁRIO DE MENSAGEM PARA NOS CONTACTAR.

FORMULÁRIO